Moon

Imagine um cruzamento de “2001 – Uma Odisséia no Espaço” com “Blade Runner”. Possível? Sim, em “Moon” (Idem, ING-2009). O filme mostra a história de Sam Bell (interpretado com maestria pelo ótimo Sam Rockwell), um astronauta que trabalha sozinho na Lua para uma companhia que extrai minérios do solo lunar. No futuro retratado na película, essa foi a solução para a falta de combustível, tornando-se o substituto perfeito para o petróleo.

Mas, aos poucos, Bell começa a entrar numa crise paranóica e existencial ao se aproximar do final dos seus três anos de contrato. Sua única companhia no satélite terrestre é um computador super inteligente (GERTY, cuja voz é do sensacional Kevin Spacey). Ou seja, uma clara alusão ao Hal 9000 da obra de Kubrick (O diretor e roterista, Duncan Jones, filho de David Bowie, deu entrevistas que sua intenção era essa mesmo, homenagear o mestre).

A questão que, com essa premissa, você supõe que a película seja um thriller psicológico apenas. Mero engano. No decorrer, ele vai percebendo que suas ilusões esquizofrênicas não são frutos de seu desgaste mental por estar preso numa base no espaço, solitário. Descobre que a ganância das grandes corporações acabou muito mais do que com a sua vida… sequer lhe deu uma de verdade (ou como a conhecemos). Ou seja, aí entra a parte “Blade Runner”. 

Contar mais, e já estou, de certa forma, seria pior. O filme também tem um pouco de “A ilha”. Pelo menos a primeira parte (quem viu, vai entender), e não da segunda, quando Michael “Explosões” Bay transforma tudo numa perseguição frenética.

A trilha sonora é algo surpreendente também, casando de maneira perfeita com o clima claustrofóbico das instalações e, ao mesmo tempo, com a vastidão do espaço. Enfim, vale o confere. E muito.

O detalhe é que o filme teve um orçamento baixíssimo (5 milhões de doletas), mas foi super bem recebido pela crítica. O filme já estreou nos EUA faz tempo e tem previsão de chegada aqui no Brasil apenas para abril de 2010.

3 comentários sobre “Moon

  1. Pingback: O filho do Bowie é foda | Cotidiano Futebol Clube

  2. Pingback: O filho do Bowie é foda | Cotidiano Futebol Clube

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s