Do verde, a esperança

Por Mariana Stofel

Hoje uma esperança ainda resta No peito calado, grita a vontade de todos nós E que a torcida levante e comande a festa E que não se junte aquele que não tiver voz. Porque somos do clube mais grandioso Somos as lembranças das antigas conquistas, e das lindas vitórias E não há de ser agora com o futuro duvidoso Que vamos parar de escrever nossa história. Temos nas mãos e no grito Um sentimento lindo Que não há de cessar. Somos o conjunto mais bonito O clube das glórias Que não vão acabar. E cada queda que houver, Aonde você estiver Será aonde a torcida estará. Porque não importa situação qualquer Quem vem junto com o Flu Não vai deixar de cantar!

 

Um comentário sobre “Do verde, a esperança

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s